É, todo mundo quer sua música tocando em New Moon agora, só porque tocou em Twilight, virou febre mundial e isso da dinheiro e fama para gravadoras e bandas.

O estouro do filme “Crepúsculo” no ano passado lançou a “onda dos vampiros” no cinema. Porém mais do que faturar US$ 191 milhões, o filme ajudou a levantar um setor que até agora só vinha colhendo más notícias: a indústria musical. Gravadoras passaram os últimos dez meses disputando a chance de colocar uma música na trilha sonora da sequência “Lua Nova”, que tem estreia mundial marcada para novembro.

A lista final dos artistas que vão figurar na trilha sonora de “Lua Nova” será anunciada nesta sexta-feira (18/09). Mas ao contrário de outros filmes, só esse anúncio já deve gerar interesse – e muito possivelmente vendas – de músicas nos sites de download. A música “Meet Me on the Equinox”, da banda Death Cab for Cutie, estreou no MTV Music Awards no último domingo. A eles devem se juntar Thom Yorke, Bon Iver, Band of Skulls e The Killers, mas sujeito a confirmação, segundo Alexandra Patsavas, supervisora musical do filme.

O site da Amazon disponibiliza a pré-venda da trilha de “Lua Nova”, sem listar as músicas. A empresa não adiantou o número de pedidos recebidos, mas diz que se trata de um “fenômeno”.

Comparada à venda de trilhas sonoras nos bons tempos do CD, “Crepúsculo” fica lá atrás. Em 1992, a trilha do filme “O Guarda-Costas” vendeu 11,8 milhões de cópias. “Crepúsculo” ficou em 2,2 milhões. Mas num mercado em crise, foi um sopro de vida – mais comemorado até do que os 3 milhões de DVDs vendidos apenas no primeiro dia de lançamento da fita.

Segundo o jornal “The New York Times”, a campanha de lançamento de “Lua Nova” vai usar o MySpace, iTunes e MTV, que exibiu os novos trailers. As bandas e artistas que estarão na trilha vão se apresentar ou dar autógrafos em lojas da rede Hot Topic, uma cadeia de lojas direcionada a adolescentes.

O sucesso da trilha deve ter impacto em suas carreiras, nos mesmos moldes do que aconteceu com a banda inglesa Muse, que teve sua “Supermassive Black Hole” incluída em “Crepúsculo”. Resultado: ganharam status de grande banda, tocaram nos maiores festivais da Europa neste ano e vão excursionar pelos Estados Unidos mostrando sua música para uma plateia que, se não fosse a adoração por vampiros e pelo astro Robert Pattinson, talvez ficasse apenas com Miley Cyrus e sua Hannah Montana ou os Jonas Brothers.