Diretor De ‘Lua Nova’ Chris Weitz Não Tem Visto Nenhuma Metragem De ‘Eclipse’.
“Estou animado para ver coisas prontas de ‘Eclipse’ do que algo em progresso,” diz o diretor.

Image Hosted by ImageShack.usCom as filmagens de ‘Eclipse’ terminando, não resistimos em perguntar ao diretor de “Lua Nova” Chris Weitz se ele viu algumas das metragens do blockbuster do próximo verão (inverno no Brasil). Ele não viu, disse ele, porque ele tem estado ocupado trabalhando duro para levar “Lua Nova” aos fãs, que chega aos cinemas em menos de um mês. Surpreendentemente, ele disse que realmente não quer as metragens ainda.

“Como fã e diretor, estou animado para ver coisas prontas de ‘Eclipse’ do que algo em progresso,” disse Weitz. “Quando você vê seu trabalho em progresso, sempre tem algum cara de pé em frente a alguma curtina verde grande, e é tudo muito desapontador. Você realmente quer ver as coisas boas um vez que está tudo pronto.”

Depois que “Lua Nova” terminou de ser filmado, a Summit Entertainment anunciou que David Slade estaria dirigindo “Eclipse”. Weitz disse que ele teve alguns papos anteriores com Slade para deixá-lo saber como seria a aparência de “Lua Nova” e como ele tinha filmado a história, e então deixar Slade decidir como ele queria filmar a terceira parte da série.

“Foi como a equipe de transição, então eu pude meio que deixá-lo saber onde as coisas estão indo,” disse Weitz. “A transferência de poder teve bastante sucesso. As equipes de transição coordenaram extremamente bem.”

Mas Weitz disse que ele não teve tal discussão com a diretora de “Crepúsculo” Catherine Hardwicke. (Certamente, Weitz foi anunciado como o diretor de “Lua Nova” depois que “Crepúsculo” foi lançado.) Em vez disso, ele teve longas conversas com a autora Stephenie Meyer para ter certeza que ela pensasse que ele era o diretor certo para o trabalho e para ter certeza que ele captou as idéias dela de “Lua Nova” corretamente.

Em adição por ser um filme de Meyer, ele disse que também era um filme de fãs, e ele sentiu que era para os fãs e Meyer que devia a maior lealdade.

“Eu estava lendo o livro e realmente tentando prestar atenção ao que eu achava que o leitor devotado iria querer no filme,” ele disse. “E eu pensei, ‘Bom, eles querem algo grande.’”

“Lua Nova” será mais um blockbuster do que as tomadas indie de Hardwicke para “Crepúsculo”, Weitz confirmou. Mas ele teve certeza de esclarecer que não será um blockbuster no sentido “Transformers” – não haverão objetos explodindo a torto e a direito – mas do jeito clássico de “Doutor Jivago” ou “Os Sete Samurais”.

“Eu acho que Catherine Hardwicke teve uma sensibilidade pop e rock muito atual. Eu sou um completo careta,” Weitz disse com uma risada. “Lua Nova tem mais tem uma ética mais old-school, o que não significa muito para a maioria dos fãs que estão assistindo, mas em termos de como nos estabelecemos sobre filmá-lo, provavelmente parece mais com a minha triste tentativa de eco de David Lean ou Akira Kurosawa ou algo do tipo.”